Feeds:
Posts
Comentários

Archive for maio \11\UTC 2015

Talvez você seja dionisíaca demais

Pra alguém tão apolíneo

como eu.

Você me traz tudo que é trágico

A proximidade da morte

a paixão feroz

que machuca.

Que não tem começo, meio

ou fim.

Que só acontece ao acaso

Cambaleante

inebriada

maluca

alucinada.

Te odeio.

Read Full Post »

Tens tantas obrigações

Funções

Horários

Regras

Itinerários

E se eu te beijasse

assim, de repente

Sem mais

nem menos.

E se eu enfiasse meus dedos

no meio das tuas pernas

De uma vez

por todas?

Read Full Post »

É você

Aí do outro lado da linha

Sim

Senhora.

Mastigando cada um dos meus desabafos

Das minhas declarações

De amor

É tão incrível como parece inútil

Te dizer cada palavra dessas

que eu te digo

há tanto tempo.

Read Full Post »