Feeds:
Posts
Comentários

Archive for outubro \29\UTC 2010

Curta Metragem

Ontem quando eu te vi ficou tudo muito claro

meio branco

meio opaco

meio fios de cabelos

brancos.

Meio pálida

sem graça

muito rápido.

E então eu sonhei a noite toda

com um cachorro empalhado

com uma casinha de pastéis astrológicos

que se chamava Zodíaco.

Sonhei com você dormindo

vendendo pastéis

alugando filmes

falando

chorando e dormindo.

E olhos nos olhos

chorando.

Mais uma vez!

Read Full Post »

Amor Fati

Te vejo linda e rara

Séria

mente

Perdida

Te vejo só

de vez

em quando

Alheia

ímpar

Finita

Te sinto grito em silêncio

no escuro de buraco infinito

Com um centro no meio

redondo no fundo

Um círculo sonoro e vazio no poço do espaço

Espaço de tempo

E agora

aniversário

Te queria flores

te queria amores

E ainda admiro o desenho

E desejo

tua boca.

Tua

boca

na minha

e a minha na tua.

Te entendo

desentendendo

Te desconheço

Te faço

e refaço

Te sinto saudades

te queria

e quero

e minto que te amo

E te odeio

te amando

Não te esquecendo

Não querendo

ou querendo

Quem sabe

que nunca se acabe

a nossa noite

de Jazz!

Read Full Post »

Caos

Eu realmente aprecio esses momentos toscos.

Eles me trazem um certo tipo de conhecimento.

A pobreza espiritual é infinitamente poética.

Read Full Post »

Já me transformei num daqueles escritores bêbados

que poetizam sobre os idiotas e garçonetes da noite.

Read Full Post »

Estar

Ser presente dever ser estar nas cores

dentro delas.

Fazer parte até dos objetos.

Presente!

presente mesmo.

Eu não sei realmente

o que é estar além do dialogar.

Triálogos internos.

Aquelas discussões nossas

com aquele Eu

que sempre acreditamos ter.

Malditos diálogos

que me atormentam

hà tanto tempo.

Read Full Post »

Prefácio

As vezes tenho a impressão de que vim ao mundo para escrever

sobre algumas verdades densas.

Dessas

que as pessoas passam a odiar

Quem as diga!

Read Full Post »